ATÉ 30% DE DESCONTO |Pagamento em 3 prestações com KlarnaATÉ 30% DE DESCONTO
Pague em 3 parcelas com o Klarna
TERMINA EM
00
DIAS
00
HORA
00
MIN.
00
SEG.
FECHAR PESQUISA

O que procura?

Filtrar por

Acabamento

Material

Cômodo

Preço

Dimensões

  • Comprimento

    Largura

    Altura

Categoria

Produtos

Ordenar por:

Produtos

Filtrar
Ordenar por:Ordenar

STORIES

trends

Tendências em decoração 2022 de acordo com os Decoradores de interiores da Hannun

Ouça esta história

A madeira no seu estado mais rudimentar, as formas orgânicas ou a fusão de estilos, são algumas das chaves para entender as tendências mais recentes no que toca à decoração. A equipa de decoradores de interiores da Hannun, liderada por Antonio Berbel, selecionou as sete tendências déco que irão dominar as nossas casas em 2022.

O ideal será não se deixar influenciar apenas pelas modas, mas sim personalizar as tendências a seu gosto. Lembre-se que as regras foram feitas para serem quebradas!

1. Minimalismo funcional

Menos é mais. O minimalismo é caracterizado pela simplicidade e pelas linhas retas, mas convém não esquecer a funcionalidade de todos os elementos. A ordem deve estar presente e, para tanto, deve escolher poucos móveis, mas escolher bem: todos devem fazer sentido e também ter uma função dentro do conjunto.

“O objetivo do minimalismo é dar prioridade à funcionalidade, isto é, reduzir os elementos ao meramente essencial. Isso não significa que os espaços tenham que ser enfadonhos, muito pelo contrário, a ideia é criar ambientes muito acolhedores e que nos possam ajudar a sentir bem, mas com poucas coisas”, explica Antonio.

INSPO: Secretária Elma

2. Japandi: a fusão nórdico-japonesa

Na Hannun continuamos a adorar o estilo nórdico, porque é simples e luminoso, mas o excesso do branco, enquanto cor dominante, pode dar como resultado um ambiente frio e sem personalidade. O estilo Japandi faz seu o melhor do estilo nórdico e acrescenta elementos característicos da decoração de interiores japonesa: mais elementos de madeira natural, fibras de origem vegetal tal como o vime, a juta ou o bambu e tonalidades mais em cor terra. “Adoramos a fusão destes estilos porque cria ambientes muito acolhedores e relaxantes sem sobrecarregar os espaços”, conta-nos o decorador de interiores da Hannun.

Outra das chaves desta tendência é acrescentar à nossa decoração elementos clássicos nipónicos, tais como biombos, tatâmis, assentos muito baixos ou candeeiros com abat-jours de papel.

INSPO: Tatâmi duplo Anheli

3. Tendência Raw: Materiais naturais e crus

Voltar a ter uma ligação próxima com as raízes e dialogar com a natureza através da decoração é o objetivo da tendência Raw, que aposta pelos materiais no seu estado mais rudimentar e primário, quase sem tratar. “Acrescentar elementos naturais no seu estado mais orgânico, como peças de barro sem camada de brilho, elementos de pedra, microcimento ou móveis de madeira sem tratar, ajudam-nos a criar um ambiente em consonância com a natureza”, refere o decorador de interiores.

Antonio aconselha colocar este tipo de móveis nas zonas da casa mais amplas a nível visual, já que são muito robustos e podem eventualmente sobrecarregar o ambiente. Como complemento ideal, aposta por jarrões de terracota, como o nosso conjunto de jarrões Amaral.

INSPO: Recebedor Zinek

4. Estilo orgânico + industrial

Por que motivo escolher quando podes ter o melhor de ambos os mundos? A madeira enquanto material central, combinada com o ferro ou com o aço, tem a capacidade de criar peças únicas e contemporâneas.

Esta tendência aposta por peças com curvas irregulares, que nos fazem lembrar as formas orgânicas que costumamos encontrar em plena montanha. A ideia é transportar a essência mais pura da natureza para a nossa casa. A madeira recuperada, com os seus sulcos e as suas características imperfeições, encaixa perfeitamente nesta tendência.

INSPO: Mesa de centro Kassia

5. Móveis modulares

Flexibilidade e versatilidade, são as chaves desta tendência que pretende que os móveis se adaptem a diversas utilizações e a distintos espaços. Por exemplo, duas mesas que se sobrepõem, ou uma estante composta por diversos cubos que pode ir ampliando em caso de ter essa necessidade.

INSPO: Mesa de centro Dreis

6. Toques de luz

É o momento de deixar para trás as potentes fontes de luz que iluminam toda a divisão e começar a acrescentar vários pontos luminosos mais suaves. “Em algumas assoalhadas, tal como na cozinha, necessitamos de uma luz potente, mas nas zonas de descanso o ideal é criar uma atmosfera mais relaxante, jogando com vários pontos de luz indireta”, conta-nos este decorador. Os pequenos candeeiros de mesa, as grinaldas de luz ou as velas são elementos que não podem faltar nas casas dos Hannuners.

”Incluo sempre nos meus projetos candeeiros de fibras naturais, de ráfia, sisal ou juta, porque dão uma frescura muito especial”, refere Antonio.

INSPO: Candeeiro Adelú

7. O momento dos espelhos redondos

Os espelhos redondos são uma tendência intemporal, já que a sua forma combina com qualquer estilo. Antonio recomenda experimentar um espelho XXL na entrada, na sala ou no quarto. “Potenciam em muito a luz e nem sequer tem que os fixar na parede, pode simplesmente apoiá-los no chão”, explica.

Há vários meses que o nosso espelho está a ter uma grande repercussão nas redes sociais. No verão passado, colocámos um espelho Bona na vivenda de Ibiza dos nossos amigos de Two Jeys, e todos os “influencers” e criadores de conteúdo que por ali passaram não quiseram deixar passar a oportunidade de tirar uma fotografia junto ao espelho mais viral.

INSPO: Espelho Bona


Artigos anteriores

ALL

MAKE IT GREEN

TRENDS

NEW IN

HANNUN SPACES

RAISING VOICES