VIP ⭐ ATÉ 70% DE DESCONTO + ENVIO GRATUITO

VENDAS PRIVADASVENDAS PRIVADAS
00
00
00
00

O artesanato não tem género

Um dos problemas do artesanato é a discriminação de género. É difícil imaginar mulheres a exercer a arte da fundição do ferro ou homens a tecer. Desde o momento em que pensamos que é raro que uma mulher se dedique à fundição, estamos a perpetuar estes estereotipos. E agora é o momento de os derrubar a todos eles.

 

Além do mais, quando pensamos no “artesanato”, costumamos referir-nos principalmente à produção artística de homens. Desde a Hannun, queremos colocar o nosso grão de areia na desassociação do conceito de artesanato associado ao género masculino. 

 

Por isso, hoje queremos falar-vos de Veronique, uma artesã especializada na reciclagem de madeira, e que elabora móveis tão incríveis como é o caso da nossa Mesa Sigre. Ou de Ikram, que realiza peças artísticas cheias de simbolismo, tal como o Macramé Dosu. Sandra e a sua equipa encarregam-se de fabricar à mão a maioria das nossas cadeiras e bancos, como a Cadeira Lindita.

 

Também não nos podemos esquecer de Jessica, que gere um dos ateliers “imagen de marca” da Hannun, localizado em Sabadell, de onde saem alguns dos nossos produtos mais icónicos, como a Estante Hexágono. Marianne, por outro lado, encarrega-se de elaborar as composições florais dos nossos ramos de flores secas, como o Cosmina.

 

Todas elas fazem parte do artesanato da Hannun, e todas elas são a força da mudança porque, mesmo que a sociedade esteja a mudar, ainda falta muito caminho por percorrer.💪💜


Deixar um comentário

Tenha em atenção que os comentários devem ser aprovados antes da sua publicação